Fundatec Notícias

Dispositivo que auxilia na prevenção de quedas e úlceras por pressão será lançado na próxima quarta (18/05) 

Projeto Stakecare é uma parceria com o HPS de Porto Alegre e conta com apoio da Fundatec 

Na próxima quarta-feira, 18 de maio, o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, com apoio da Fundatec, lança o projeto Stakecare. O dispositivo é uma solução tecnológica que se propõe a auxiliar na prevenção de quedas e lesões por pressão em pacientes acamados. O evento de lançamento ocorrerá a partir das 18h, no Instituto Caldeira (Travessa São José, 455 – Navegantes) e contará com a presença de autoridades como o Prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo, Vice-Prefeito Ricardo Gomes e Secretário Municipal da Saúde Mauro Sparta. 

O sensor Stakecare é composto por um dispositivo conectado ao paciente com acompanhamento realizado através de aplicativo que pode ser instalado em smartphones e tablets que tenham acesso wi-fi ou bluetooth. Com o sensor de movimentos do aparelho, o profissional da saúde consegue monitorar a forma com que o paciente se movimenta. Na dashboard aparece o avatar do usuário com as movimentações em tempo real e nas configurações é possível ajustar quais os tipos de mobilidade são seguros ao paciente. Caso ele faça uma manobra que possa levar a queda, o alarme soará, alertando o profissional sobre o risco. Também é feito o controle do tempo decúbito que o paciente acamado fica em cada posição. Com esses dados é possível acomodá-lo de outras formas seguidamente, evitando lesões por pressão, que são úlceras na pele ocasionadas pela permanência do corpo em uma mesma posição por muito tempo. 

O Stakecare também permite acompanhar medicamentos e dosagens prescritos, horários ministrados, temperatura corporal, oximetria e batimentos cardíacos. Para a coordenadora do curso Técnico em Enfermagem da Escola Profissional Fundatec (EPF), Paola Fernanda Ravanello, o dispositivo irá otimizar e inovar os atendimentos. “Com a possibilidade de acompanhar à distância os sinais vitais do paciente, além de antecipar possíveis riscos de quedas e escaras, os enfermeiros e técnicos vão conseguir atender os pacientes de uma forma muito mais individualizada, atendendo as necessidades de cada um. No atendimento da telemedicina, esse dispositivo vai trazer a modernização às consultas, já que vai se ter acessos à distância aos sinais do paciente, não apenas o relato deles. É a tecnologia trabalhando a favor da saúde”, finaliza. 

Conheça mais sobre o projeto em https://www.stakecare.com.br/.